Entregas GRÁTIS a partir de 39€, em Portugal Continental

5 Dicas Para Suculentas Lindas e Saudáveis

Suculentas - dicas para cuidar

5 Dicas Para Suculentas Lindas e Saudáveis

As suculentas são aquele grupo de plantas do qual todos já tivemos, pelo menos, uma espécie. Têm uma variedade incrível, são fáceis de manter e super giras. Aposto que grande parte de nós, amantes de plantas, começámos por aí, apaixonados pelo mundo dos cactos e suculentas.

Mas a fama de quase imortais destas “gordinhas” não é bem verdadeira, e todos acabam por matar umas quantas quando resolvem entrar neste mundo dos desertos áridos.

Apesar de fáceis, há alguns cuidados essenciais que precisamos conhecer para as manter lindas e saudáveis. Neste artigo, dou-te cinco dicas de como cuidar das tuas plantas suculentas de interior para as manteres felizes na tua casa.

1. Luz

A maioria das plantas suculentas são originárias de climas quentes e áridos/secos e preferem sol directo. Assim, se queres ter este género de plantas, deves colocá-las no parapeito de uma janela onde receba pelo menos algumas horas de sol. Há algumas espécies mais tolerantes à sombra, estuda bem as que tens em casa.

As “gordinhas” irão ficar mais bonitas e equilibradas se as rodares semanalmente ou de duas em duas semanas para que não recebam a luz sempre do mesmo lado. 

2. Arejamento

Plantas suculentas não gostam de ar estagnado. Areja bem a divisão onde elas estão. O ar muito parado, principalmente durante o inverno, pode levar à acumulação de humidade e ao aparecimento de fungos e bactérias nestas plantas que, nesta época do ano devem estar em dormência.

3. Temperatura

Dentro de casa o frio não irá afetá-las. Se as tiveres no exterior deves ter atenção aos dias em que as temperaturas baixam dos 100 C porque, aí sim, podem ficar bastante fracas e até morrer. Tem também cuidado com os aquecedores. Na sua época de dormência, é vantajoso que a temperatura se mantenha baixa ou continuarão a crescer e desta forma não vão descansar…e todos precisamos não é?

4. Rega

Nada de regar as plantas suculentas no inverno. Na época de dormência (aproximadamente entre Outubro e Março) estas plantas não precisam de água, exceto se mantiveres a tua casa bem aquecida. No meu caso, mantenho todos os cactos e suculentas na cozinha, que é a divisão onde, regra geral, não temos aquecedores a funcionar e por isso as mudanças de estação são mais notórias, mesmo dentro de casa.

Caso a temperatura se mantenha amena, rega apenas uma vez por mês, com pouca água. Depois, aos poucos, inicia a rega assim que chega a primavera, de forma gradual. Deixa que o solo seque completamente entre regas, deixando até uns dias seco, antes de regar de novo. Deixa de lado a ideia errada de que suculentas querem pouca água. Isso leva ao engano e acabamos por regar pouco.

Todas as regas devem ser feitas com bastante água, de forma a saturar o substrato. Depois, fica sem regar o tempo que for necessário até secar completamente. A “regra” é – Menos vezes com mais água e não mais vezes com pouco água. No início do outono volta, de forma a gradual, a diminuir a frequência de rega até não regares mais, preparando-as para o inverno.

5. Fertilização

É importante que fertilizes os teus cactos e suculentas, durante a época de crescimento (Primavera e Verão), com um adubo específico para este grupo de plantas. Encontras facilmente no mercado, fertilizantes preparados com a proporção ideal de NPK que elas precisam.

Tal como na rega, inicia a nutrição das gordinhas no início da primavera, mensalmente ou conforme indicar o rótulo do produto. Vai reduzindo a fertilização até parar por completo no outono, deixando-as descansar no inverno.

Como poderás perceber a ideia é, tal como para outras plantas, replicar o habitat natural destes géneros de plantas, dando-lhes os cuidados adequados. Dentro de casa, temos nós próprios que actuar como a mãe-natureza e assumir o controlo do clima. Não deixes de estudar as espécies que tens de forma a poderes mantê-las o mais saudável que conseguires. Vais ver que, se te esforçares, elas irão presentear-te com folhas novas, plântulas que poderás propagar, e ainda com as flores mais belas do mundo das plantas. Ah! E lembra-te! As suculentas não são exactamente imortais como se diz por aí!!

Ana Manuel Mestre (_almoinha_)

Partilha este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *