Entregas GRÁTIS a partir de 39€, em Portugal Continental

Plantas de Interior Seguras para Animais – 8 Espécies Pet Friendly

Plantas de Interior Seguras para Animais – 8 Espécies Pet Friendly

Em Portugal, 54% das famílias têm pelo menos um animal de estimação. Por isso, é comum questionar-nos quando decidimos trazer uma nova planta para casa: “Esta planta é venenosa para os nossos bichinhos?”.

Alguns dos nossos companheiros felpudos mais curiosos têm por vezes a tentação de mordiscar alguma planta. Sendo verdade que muitas das plantas que temos em nossas casas podem ser tóxicas se ingeridas, normalmente são necessárias quantidades relativamente grandes de determinadas espécies para chegar ao ponto de lhes causar problemas.

Felizmente os casos de intoxicação de gatos e cães, causados por plantas de interior, são bastante raros. Mesmo assim, existem várias coisas que podemos fazer para evitar problemas e minimizar riscos: colocar as plantas em locais fora do alcance (por ex. suspensas num macramé), borrifar um repelente junto às plantas, como vinagre diluído em água ou outros naturais, ou escolher plantas de interior seguras para animais.

Para vos ajudar, escolhemos oito plantas de interior totalmente seguras para os vossos animais de estimação.

bananeira em vaso planta interior ornamental folha

Musa

A bananeira é cada vez mais popular como planta de interior, não pela fruta que é capaz de dar, mas pela exoticidade que dá ao lar. São plantas capazes de produzir uma nova folha por semana entre a primavera e o outono. Crescem rapidamente, podendo chegar até aos 2 metros e são ótimas para preencher o canto vazio da sua casa ou jardim.

Elas necessitam de muita luz, direta ou indireta, e de muita humidade. A rega tem que ser frequente, já que consomem água com muita rapidez. Por serem plantas tropicais, não apreciam climas muito frios, por isso no inverno é necessário resguarda-las.

calathea jungle velvet com vaso urban jungle escritorio

Calathea (Goeppertia)

As Calatheas são plantas de interior de eleição e as preferidas dos entusiastas, devido à sua diversidade de tamanhos, formas e cores. Qualquer plantlover, plantkiller ou um simples apreciador de plantas ambiciona ter uma em casa.

Apesar de não serem tóxicas para os animais de estimação, são plantas que exigem muitos cuidados. Se é um plantkiller assumido, não recomendamos para já que tenha uma. É preferível pesquisar e aprender um pouco sobre elas antes de ter uma em casa.

Não gostam de sol direto, necessitam que a humidade da divisão esteja sempre elevada e são das plantas mais “esquisitas” no que toca à rega. A água tem que ser sempre o mais pura possível, e por isso recomendamos que regue sempre estas plantas com água destilada, do desumidificador ou da chuva.

Maranta leuconeura e gato

Maranta

As Marantas, juntamente com as Calatheas, são das plantas de interior preferidas dos entusiastas devido à sua diversidade de tamanhos, formas e cores. As Marantas, ao contrário das Calatheas, tendem a ficar pendentes. São muito mais fáceis de propagar e são menos exigentes, daí serem mais fáceis de cuidar.

Apesar de serem plantas mais fáceis, é preciso observar alguns cuidados, como a humidade elevada, luz indireta e a água da rega.

Mesmo não sendo tóxicas para os animais de estimação, não necessitam de estar “à mão de semear”! Derivado ao seu tamanho, podem estar em prateleiras com pendentes no teto.

Chlorophytum

Esta planta é muito comum, e acreditamos que muitos a conhecem dos quintais dos nossos avós. Ela não é tóxica para os animais e é ideal para termos nas nossas casas, tanto nos espaços interiores como exteriores, porque toleram tanto pouca luz natural como sol direto. Para mantê-las saudáveis e felizes, só precisam que o substrato seque totalmente entre as regas… e muito amor claro!

Dypsis lutescens

A palmeira areca, ou palmeira de jardim como muitos lhe chamam, é ótima para quem quer ter uma planta grande de baixa manutenção dentro de casa. Pelo tipo de folhagem, torna-se muita atrativa e desafiante para os gatos. Assim, caso o seu gato caia em tentação e as mordisque, não há qualquer motivo de preocupação. É preferível mantê-la em divisões com muita luminosidade. Quanto à rega, deixar o solo secar totalmente e só depois regá-la.

pachira aquatica

Pachira aquatica

A Pachira, ou árvore do dinheiro, como é também conhecida, é uma planta associada à riqueza na filosofia Feng Shui. São plantas que conseguem sobreviver em ambientes com muita ou pouca luz e, apesar de gostarem de muita humidade, não necessitam de níveis muito altos para sobreviver. Não conseguem sobreviver em ambientes muito frios, por isso no inverno é melhor resguardá-las, caso a tenham junto a uma janela ou no exterior.

São plantas que crescem imenso, podendo atingir 18 metros de altura no seu habitat natural. São por isso ótimas para ocupar espaço vertical nas nossas casas. Muitas das Pachiras que se encontram à venda no mercado vêm com o caule entrançado, dando um ar requintado à planta.

peperomia raindrop

Peperomia

 A diversidade de cores, tamanhos e texturas tornam a Peperomia uma planta muito popular entre os entusiastas. Esta é mais um tipo de planta, que não sendo tóxica, pode mesmo assim ser pendurada no teto ou parede de modo a libertar espaço útil e dar um toque decorativo a qualquer divisão da sua casa. Requer muita luz indireta e não se importa de ser um pouco negligenciada no que toca à rega.

Nephrolepis

Os fetos estão entre as plantas que necessitam de maior humidade e por isso são perfeitas para colocarmos em divisões como a casa de banho ou cozinha. Apesar de não serem tóxicas para os animais de estimação, podem ser penduradas no teto desocupado. Ocupará assim pouco espaço útil numa divisão e ainda lhe dará um toque decorativo, que com toda a certeza fará deslumbrar quem o vê. Como já dito, elas necessitam de viver em climas com muita humidade e muita luz indireta.

Estão apresentadas oito plantas de interior seguras para animais. Há com certeza muitas mais plantas que poderíamos falar, mas escolhemos estas, não só por serem as mais apreciadas neste momento para terem em casa, como também por serem plantas apelativas e adequadas para a casa, tanto de um plantlover, como de um plantkiller .

O que aconselhamos SEMPRE é que antes de comprar uma planta, pesquise e perceba se tem todas as condições em sua casa para tê-la feliz e saudável.

Plantodependente

Celso Teixeira e Diogo Gomes

Partilha este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


×