Entregas GRÁTIS a partir de 39€, em Portugal Continental Ver alterações COVID-19

Descobre as 5 Melhores Plantas Para Casas de Banho

Descobre as 5 Melhores Plantas Para Casas de Banho

Todos nós que gostamos de plantas sonhamos em poder ter uma casa que se assemelhe a uma floresta tropical e o WC não é exceção. Felizmente, a maioria das plantas de interior que estão disponíveis no mercado são plantas tropicais e, por isso, adoram e têm melhor desempenho em climas com níveis de humidade elevados. As casas de banho são então ideais, já que têm em média mais 10% de humidade que as restantes divisões da casa.

Infelizmente, nem todos temos as condições ideiais nas casas de banho para conseguir criar uma minifloresta, quer devido à pouca luz natural, quer devido à falta de espaço. Por essa razão, partilhamos de seguida as cinco melhores plantas para casas de banho, que consideramos imprescindíveis para criar a mini selva que todos desejamos.

Maranta leuconeura ‘Fascinator’

A família Maranataceae é indicada para climas húmidos e com pouca ou média luz natural. As Maranta leuconeura, por serem pequenas e com cores vivas, são plantas perfeitas para ter em qualquer casa de banho. São conhecidas por se mexerem consoante a humidade e a luz, por isso irá ter uma planta que está em constante movimento ao longo dos dias.

Estas plantas vivem em climas de pouca luz e de muita humidade, pelo que o ambiente de uma casa de banho é perfeito para elas. Precisam ser regadas com águas puras (água destilada, água da chuva, água de desumidificador, etc.) porque são supersensíveis aos fortes minerais e químicos que se encontram nas águas tratadas, nomeadamente na água canalizada. Têm a vantagem de serem mais fáceis de cuidar que as suas primas Goeppertias (Calatheas), por isso é ótima para “treinar” antes de comprar Goeppertias.

Epipremnum aureum

As Epipremnum aureum, ou giboias como habitualmente são chamadas, podem ser usadas como trepadeiras ou plantas pendentes. Isto dá-lhes muita versatilidade porque podem ser penduradas no teto, colocadas numa estante ou até mesmo deixá-las crescer pelas paredes ou por tutores.

Pelo facto de serem trepadeiras e terem um crescimento muito rápido, são ótimas para colocar a folhagem dentro de um poliban ou banheira, dando uma sensação de floresta tropical. Quanto ao vaso da mesma, não precisa de estar dentro do poliban ou banheira. Essa é uma das vantagens de ser uma trepadeira.

Assim sendo, as Epipremnum aureum são plantas de interior que adoram humidade e que podem viver com pouca ou muita luz natural.

Nephrolepis exaltata

Nephrolepis exaltata, conhecida como feto ou samambaia havaiana, é uma das plantas de interiores mais utilizadas e das que mais embelezam qualquer casa de banho. Junta-se a isso, o facto de adorarem humidade e crescerem muito, o que poderá dar volume a uma casa de banho mais vazia.

Uma característica destas plantas é não precisarem de ser plantadas em vasos convencionais, porque na natureza podem crescer em troncos de árvores. Por isso, podemos plantar em musgo ou em casca de árvore e serem utilizadas como peça pendente ou pregada à parede.

Regra geral, são plantas que gostam de luz média. Por essa razão, não se aconselha que estejam em casas de banho com pouca luz natural.

Tillandsia ionantha

Conhecidas como plantas aéreas por não necessitarem de solo para crescer, as Tilandsias são mais que perfeitas para as casas de banho. Necessitam de muita humidade e por não estarem em vasos podem ser postas nos vários cantos da divisão, inclusive dentro do poliban ou banheira. São plantas que se adaptam e crescem bem, tanto com pouca como com muita luz.

Em comparação com outras plantas aéreas, a Tillandsia ionantha requer poucos cuidados e é uma das plantas mais populares entre as tilandsias. Com as condições certas, pode até dar uma flor roxa, embora nesta espécie as flores não sejam muito vistosas.

Alocasia zebrina

Alocasia zebrina urban jungle

As Alocasias são plantas de interior que precisam de humidade para serem felizes e saudáveis, principalmente na altura de produção de folhagem, já que consomem muito mais água.

Uma particularidade das Alocacias zebrinas é o seu caule com um padrão chamativo, que combina muito bem como elemento decorativo das vossas casas de banho. Por ser esguia, cabe nos pequenos espaços dessa divisão.

Quanto à luz, assemelha-se às de cima. Precisa de luz média e não é por isso indicada para casas de banho com pouca luz natural.

Estão apresentadas as cinco melhores que plantas de interior que a nosso ver são as melhores para essa divisão. Certo é que não nos podemos esquecer que apesar de estarem num ambiente mais húmido, a rega não pode NUNCA ser negligenciada.

Além da rega, a luz é outro fator importantíssimo para que as plantas de interior cresçam saudáveis e felizes, sendo fundamental para a sobrevivência de qualquer planta. A luz indicada de uma divisão será sempre aquela em que se pode ler um livro, sem esforço e sem o auxílio de uma luz artificial. Se conseguires ler, poderás colocar plantas nessa divisão e ter a minifloresta tropical que sempre quiseste!

PlantoDependente

Celso Teixeira e Diogo Gomes

Partilha este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


×